Baby, Compras, Inspiração, Moda

Quando encontramos o verdadeiro luxo

Olá meninas!

Hoje eu recebi uma encomenda que fiz de roupas orgânicas para o meu bebê. Um luxo que eu pensei ser só para os esnobes que vêem produtos tóxicos produzidos por trabalho escravo chinês por todos os lados. Cai na tentação do „orgânico“, „bio“, „sustentável“, „fair trade“, pela vontade de colaborar com tais iniciativas que são, ao meu ver, a verdadeira salvação do mundo.

A idéia de que a minha bebezinha usaria roupas infestadas com todo o tipo de porcaria cancerígena não me apetece. Muito menos o fato de saber o preço que outras pessoas pagam (jornadas de trabalho de 21h diárias, escravidão, péssimas condições de trabalho…) para que possamos pagar cada vez menos. Hoje prefiro pagar mais por algo que tenha um certificado de procedência, que dura muito mais. Esse é o meu luxo: eu pago mais por coisas melhores e tenho certeza de que alguém recebeu um salário digno pelo seu trabalho.

Foi assim que encontrei a Kindsstoff (em tradução livre: pano para criança), uma marca alemã que produz roupas orgânicas na Alemanha (muito importante!), tem o certificado GOTS (Global Organic Textile Standard) que assegura a qualidade do tecido livre de qualquer tóxico.

O melhor de tudo é a atenção da empresa em todos os processos da compra. Quando a gente recebe algo, é tudo empacotado com tanto amor… tem luxo maior?

Depois, quando as roupinhas não couberem mais em Sophie, eu posso enviar tudo de volta para a empresa e eles revenderão tudo por mim… assim, alguém terá a oportunidade de comprar as roupinhas com desconto porque são usadas, aumentando o tempo de uso delas, e eu ganho um desconto na minha próxima compra. Eles tb pagam mais aos Correios daqui, para que eles utilizem energia renovável em todo o processo de entrega. Mais sustentável do que isso, impossível.

Olha só que mimo:

IMG_9492

IMG_9493

IMG_9494

IMG_9498

Para quem se interessar e estiver vindo para a Alemanha, ou tiver quem mande para o Brasil, o site da marca é o https://www.kinddstoff.de . O site é em alemão, mas dá para ver as fotos lindas e os preços.

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Advertisements
Standard
Decoração, Inspiração, Off Topic, Opiniões

Fugindo do comum: papéis de parede com foto

Olá meninas!

Como está o domingão no Brasil? Eu sei. Eu sei. Eu também queria me matar quando tinha que assistir Faustão e todas as besteiras que passam na TV no domingo quando morava no Brasil. Embora eu não tenha a possibilidade de assistir TV brasileira na Alemanha, a qualidade da programação da TV aberta aqui não é tão melhor que a do Brasil. Mesmo que bata uma preguiça na hora de empacotar as coisas para a mudança, o fato de só passar coisa chata na TV ajuda e muito na produtividade da pessoa que vos fala. É melhor trabalhar do que ver besteirol na TV.

Ainda bem que existe internet para nos salvar do trabalho e da chatice da TV. E nada como unir o útil ao agradável buscando inspiração para decorar o nosso novo ninho, né?

Quando ainda morava no Brasil, nos meus primeiros semestres de faculdade trabalhei no Call Center da TIM. Lá tínhamos um quarto para relaxar, o „Canto do Sossego“, acho que se chamava assim. Quando estávamos sob estresse por causa de algum cliente ou problema, tirávamos uma pausa e íamos para lá „desligar“ dos problemas. De vez em quando tinha até massagem! É… trabalhar na TIM era um luxo só! O quarto era pouco iluminado (ui!), tinha música ambiente para relaxar (ui!ui!) e numa das paredes tinha uma foto imeeeensa de uma praia, cobrindo a parede inteira. Eu lembro o quanto adorava ficar olhando para essa imagem gigante, quase me sentindo dentro da paisagem (não, eu não estava sob influência de drogas, nunca estive).

Daí, pensando nos papéis de parede que iremos escolher para decorar a casa, lembrei dessa parede na TIM. Fui no Google na hora procurar por lojas que vendem algo parecido aqui. E qual não foi a minha surpresa ao deparar com fotos lindas e dicas muito especiais de decoração!! Eu quero aplicar o papel de parede com foto em apenas uma parede do nosso quarto.

Preparados? Então vamos lá ver as belezuras que eu achei.

Eu tenho que usar um cliché para dizer isso, mas as possibilidade são realmente ilimitadas.

E vocês, o que acham? Brega ou Cool?

Por favor, se tiver alguém que já aplicou esse tipo de papel de parede, eu ficarei super agradecida se receber dicas!

Beijos quentes da Alemanha,

Nanda

Standard
Decoração, Inspiração, Opiniões

Quem está incomodado que se mude (eu!)

Não, dessa vez eu não vi brigar com ninguém -ainda não- nem vim citar mocinhos ou mocinhas, vilões ou vilãs.

Eu vim apenas falar que, finalmente, conseguimos um apartamento para mudar. Vocês sabem que eu estava querendo há muito tempo mudar de apartamento, mas até agora não tínhamos achado um imóvel apto para chamarmos de lar. Até agora. No mês passado fomos ver um apartamento que fez os nossos corações baterem mais forte.

Não há nada de errado no apartamento que eu moro agora, tirando o fato que ele é o apartamento de solteiro do meu marido. Sem querer ser sexista, mas já sendo, decoração não é exatamente o talento de determinados homens como, por exemplo, o meu marido. Apesar de ter um gosto apurado pelas coisas, a praticidade para ele é a característica mais importante na hora de decorar (chamemos isso de decorar), o que significa que ele trouxe todos os móveis que ainda estavam inteiros do seu quarto de adolescente, o que me dava sempre a sensação de estar hospedada num quarto de um menino de 15 anos, apesar da nossa cama colossal (2mx2,20m) ser maravilhosa. Eu estava realmente incomodada. Claro que dei o meu toque em muitas coisas, mas eu não podia simplesmente jogar o que não me agradava pela janela para dar lugar a coisas que eu queria. Nossa cozinha não me agradava, nosso banheiro era muito pequeno, a casa não era bem o que eu esperava de um lar, apesar de termos sido felizes aqui.

Depois de tanta incomodação, nada melhor do que se mudar, não é?

Respondendo à pergunta que minha mãe um dia fez e que é a pergunta que muitas das minhas amigas/amigos e etc ainda fazem: „Ô Fernanda, já que vcs não vivem mal (financeiramente) porque não compram uma casa? Eu respondo assim: „HA HA HA“. Na Alemanha, pelo menos na cidade onde eu moro, é extremamente caro comprar uma casa ou apartamento que tenha o mínimo de conforto. Quando eu digo extremamente caro, eu falo de pelo menos um milhão de reais, ou 400 mil euros, o que, para mim, é muuuuito dinheiro. Já ouvi muita gente que mora no exterior dizendo que não compra casa porque ainda é jovem, e não quer morar para sempre no mesmo lugar, quer conhecer o mundo, morar em outros países, dependendo da proposta de emprego, etc, mas eu suspeito que o verdadeiro motivo é o valor dos imóveis nos locais onde essas pessoas moram. A não ser que você queira uma dívida para o resto da vida, ou que você seja milionário e pague à vista, é mais vantajoso viver de aluguel. Viver de aluguel no Brasil pode até ser desperdício, porque o valor do aluguel é muitas vezes o valor da mensalidade do financiamento de uma casa própria, mas na Alemanha não é bem assim. O custo mensal do imóvel próprio é muuuuito maior do que o valor que se paga de aluguel. Estranho, mas é assim mesmo.

Voltaaando. Por que eu estou falando isso tudo? Só para vocês saberem que agora mais do que nunca os meus pensamentos estão voltados para decoração. Eu não consigo pensar tanto em roupas quanto em cozinhas, sapatos não me fazem no momento mais feliz do que papéis de parede, o único esmalte que povoa a minha mente é o esmalte que embelezará os elementos de metal na nova casa.

Vamos brincar então de decorar?

Vamos aproveitar essa fase para ver muito papel de parede, dicas de decoração, móveis, cozinhas, etc?

Começaremos a reforma do novo apartamento na terceira semana de julho. Até lá teremos muito tempo para nos deixar inspirar.

Claro que eu vou adorar se receber dicas de decoração, DIY para casa, relatos de experiências que vocês tiveram quando precisaram se mudar. E, se possível, dividirei com vocês também um pouquinho do estresse, dificuldades, facilidades, de uma mudança na Alemanha.

Lembrando que, eu não me mudarei para outra cidade ou coisa parecida. Eu só deixarei de morar no subúrbio para morar num bairro do centro da cidade (ai que amostrada que eu sou!). Menina de subúrbio que se muda para o centro da cidade fica tão amostrada e metida que ninguém aguenta! hahaha

O que eu tenho para mostrar para vocês hoje é a primeira compra de móvel (compra não tão aprovada, mas a praticidade do marido falou mais alto) da semana. O móvel em questão é um sofá-cama que, apesar de ter uma cor horrível, é suuuper confortável. Foi o último do estoque da loja, com preço super amigo. Meus irmãos e os amigos que moram em outras cidades ou no Brasil finalmente terão um lugar descente para dormir. Com relação à cor, nós vamos fazer capas novas para as almofadas, e jogar um plaid por cima para esconder a cor feia.

O dito-cujo é mais ou menos assim ó:

O meu é pior, porque as almofadas não são assim. As minhas têm uma estampa horrível. Esse vai para o escritório/quarto de hóspedes. Nós não temos um quarto extra para usar como quarto de hóspedes, mas quando tivermos hóspedes o quarto é grande o suficiente e será decorado com muito carinho, assim ficará bem confortável. O problema é… como decorar um quarto que têm como peça principal um sofá-cama marrom? MARROM, gente! Marrom-bombom, marrom, marrom, marrom. Assim, marrom não é a minha cor. Definitivamente. Alguém aí tem uma sugestão de decoração com essa cor? Sim, eu já pensei em derramar „acidentalmente“ uma garrafa inteira de vinho no sofá, para manchar, mas o marido já descobriu as minhas intenções assassinas e vai fazer o possível para me impedir.

Lembrem-se que eu mudarei de qualquer forma a capa das almofadas. E adicionarei outras.

Que tal algo assim:

Ou algo asssim:

Eu adorei esse mix de cores e estampas…

E aí, o que vocês acham?

No próximo capítulo da novela falaremos de papéis de parede.

Beijos floridos e calorosos da Alemanha,

Nanda

Standard
Inspiração, Moda

Vogue alemã de Janeiro: o recheio

Oi meninas!

Eu sei, eu sei… eu ando mais desaparecida do que tudo.  E a desculpa continua a mesma: trabalhando nos canfundós do Judas, estudando pra caramba…

Vamos às boas notícias? Essa semana recebi o meu certificado de proeficiência em alemão, com uma média de 4,5 pontos de 5 pontos possíveis. Como prêmio ganhei o que? Um berloque lindo do maridão para a pulseira da Pandora.

Notícias ruins? Descobri anteotem que terei que estudar um semestre na Inglaterra ou na Espanha. Sim, eu não sabia, mas um semestre numa universidade do exterior é obrigatório no meu curso. E agora? Como vou deixar o maridão por seis meses? Ele sugeriu que se eu fosse para a Espanha ou Inglaterra, ele iria me visitar sempre. Sei lá, já passamos por isso antes, quando ainda morava no Brasil e eu odiava…

Mas ainda temos tempo para pensar e achar uma solução plausível para o caso. Enquanto isso não vamos ficar sofrendo como perú na véspera, pensando no que será quando tiver que viajar… aguardemos.

Por sugestão da JellyBen nos comentários, vim mostrar para vocês o rechei da Vogue Janeiro que mostrei aqui.

Acho uma excelente inspiração para as moiçolas que estão derretendo no calorão veranil brasileiro. Tenha certeza que invejo-as, já que aqui as temperaturas atualmente estão variando dos -5 /10 graus. Nada agradável para usar lenços ou coisas coloridas. Dá vontade mesmo é de usar muita cashmere, lã, couro. Mas, como não há nada que eternamente dure, logo logo é primavera por aqui…

A modelo é a belíssima Carola Remer fotografada por Gred Kadel. As fotos consegui aqui .

Eu sei, como tirar os olhos dessas cores e estampas fantásticas?

Notem que os acessórios também são bem coloridos, tudo com muita cor, ouro e seda inxalá! haha

Justamente os meus materiais prediletos… seda e ouro juntos deixam qualquer uma (ou quase qualquer uma) chiquérrima.

Para imitar estou louca atrás dos lenços de seda lançados pela marca Love Moschino, que é Moschino, mas é „pagável“ ou „adquirível“.

No calorão, o lenço de seda não esquenta muito, dando um charme etéreo à sua produção.

Joguem-se, meninas!!!

Beijos congelados e nublados da Alemanha,

Nanda

Standard
Inspiração, Moda, Off Topic

Capa Vogue alemã de janeiro: um sopro de ar fresco no meu inverno

Eu sou assinante da Vogue „deustch“ e acabei de receber a minha revista em casa. Por isso vim mostrar para vocês bem rapidinho a capa maravilhosa de janeiro, que contraria todo o espírito de inverno que estamos vivendo agora. Os lenços coloridos são a aposta da estação, e eu mal posso esperar para usá-los!

Bafônico!

Muita seda, tecidos leves e estampas!

Ansiosa pela primavera!

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Decoração, Inspiração

Dica de decoração: Como eu guardo os meus pincéis

Oi meninas sortudas que não estão congelado no inverno europeu!

Saibam que eu invejo, e muito, vocês. Não, não estou reclamando da vida, mas a situação das minha pele chegou a um tom tão palmitício, que eu estou entrando em depressão só de olhar para a minha palidez. O bom dessa história toda é que a minha pele, com a ajuda dos produtos certos, não está com espinhas ou ressecada demais. Está no ponto certo! Vamos ver se continua assim o inverno inteiro.

Como vocês sabem, esses dias ando vendo muitas dicas para decoração. Principalmente para o cantinho da maquiagem, que ficará pronto assim que nos mudarmos (ainda vai demorar um pouco, temos que aguardar a liberação do ap).

Como guardar pincéis é um problema atual e eu estava cansada de entupir os meus pincéis novinhos e lindos em porta-lápis de zinco, estava tentando achar uma alternativa de „morada“ para os meus amados. Até que um dia, assistindo um tutorial de make de uma alemã, vi como ela guardava os pincéis dela e fui pesquisar mais sobre o assunto. Achei o efeito genial!!! O que acham?

O problema dessa idéia, para mim, era que essas pedrinhas não são assim tããão polidas, por isso podem arranhar os meus pincéis. Por isso estava procurando por produtos alternativos… de areia até pedrinhas menores, encontrei de tudo na net, olha só as inspirações:

Com pérolas artificiais (infelizmente não achei para comprar aqui!):

Com areia azul (a areia era a minha opção predileta! Comprei uma areia linda, perfeita. Mas não deu certo! O motivo? A areia „gruda“ nos pincéis, e toda vez que tirava um pincel para me maquiar, sujava as mãos, e ficava com areia para todo o lado):

Com pedrinhas pequenininhas  (também gosto muito dessa opção, mas as pedrinhas são „amoladas“ e arranham tudo!! Para quem tem pincel barato e/ou não tem amor aos seus pincéis, pode ir em frente. Para mim não vale à pena, meus pincéis têm que permanecer novinhos!):

Gostaram das inspirações??

Agora a minha solução para o caso.

Eu fui numa loja de decoração aqui de Karlsruhe, a Butlers, e tive um „click“ quando vi um saquinho cheinho de…. bolinhas de gude!

Gente, eu amo bolinhas de gude (como chama na sua cidade? Bola de Gude, Gude ou Bila?). Além de despertarem deliciosas lembranças da minha infância (eu brincava como um menino! hahaha) elas são liiindas! São feitas de vidro maciço, totalmente polidas e… perfeitas para segurarem os pincéis dentro do vaso!

Olha só como ficou lindo:

Lindo né??

Eu precisei de dois vasos:

Detalhe por dentro:

E aí meninas? Como vocês guardam os pincéis que têm em casa?

Gostaram da idéia de decoração??

Se gostaram, cliquem nas „estrelinhas“ abaixo para que eu saiba, ou deixem um comentário!

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Inspiração, Moda, Opiniões

Glossy Box Style Alemã de Novembro: só podem estar de sacanagem comigo!

Oi meninas!

Ainda no assunto glossyboxístico, vim compartilhar com vocês a newsletter que eu recebi no meu e-mail hoje, às 5 da tarde, nessa sexta feira nublada e chuvosa, enquanto eu estava no escritório tentando esclarecer que a porcaria do serviço ao cliente da empresa onde trabalho precisa dar mais atenção aos clientes brasileiros que na maioria dos casos só falam português (as pessoas querem porque querem responder tudo em inglês, que é a língua da nossa firma, o que não significa que eu devo desconsiderar os e-mails e reclamações dos meus amados clientes que precisam de uma ajuda em português!!!).

Fuga ao tema? Perdão, hoje o dia foi realmente cheio e a gente precisa desabafar um pouco.

Então vamos ao ponto: eu ainda não testei a Glossy Box Style, mas gosto muito do conceito aqui na Alemanha, que eles disponibilizam mensalmente peças-chave da estação, para que escolhamos uma ou quantas quisermos. O preço é de 39,90 euros e você só recebe alguma coisa se comprar, não é necessário comprar todos os meses.

Estou aqui muito p*** da vida, porque as peças desse mês são simplesmente MA-RA-VI-LHO-SAS. Assim, do tipo que dá dor no coração só de saber que eu TENHO que escolher, já que meu salário tem destino certo, que é a faculdade aqui e o credito educativo no Brasil… mas é a vida.

O que me revolta mais ainda? Eu recebi no mês passado (ha uns 5 dias) um código que me dava direito a escolher um item da Glossy Box Style e ganhar outro também à minha escolha totalmente de graça (ou seja, 50% de desconto na compra de 2 itens). Como nada me apeteceu naquele Glossy Box Style, resolvi guardar o cupom para uma outra oportunidade. Não é que agora que eu quero tudo fui usar o bendito cupom e ele não é mais válido??? PUTZ, que raiva!

Enquanto eu não recebo um outro cupom, vamos babar comigo um pouco por causa dos itens BA-FÔ-NI-COS:

 

E aí? Amaram tudo assim como eu amei?

Literalmente: QUERO-TUDO!!!

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard