Off Topic, Opiniões

Atualizando os babados!

Oi meninos, meninas e etc (salve Sivaldo, autor dessa saudação, que sempre cumprimentou todos os indivíduos, independente de sua orientação sexual).

Para quem ainda não sabe, eu ganhei um título novo no mês de julho, mais especificamente no dia 22 julho: agora eu não sou apenas a esposa de alguém, a jurista, a blogay(ui!)ra, a filha da Maria Bonita (né, mainha?), eu sou também mãe. E nem venham me dizer que a minha princesa escolheu a mesma data para nascer que o bebê real, o principezinho George, que Sophie nasceu primeiro (às 3:50 da madrugada).

Como isso aconteceu, nem preciso explicar, né? Acho que todo mundo aprendeu isso na quarta série do ensino fundamental, por isso vou poupar os esforços e evitar a fadiga não esclarecendo algo que todo mundo conhece.

Para quem me conhece e tava curioso para saber o destino que eu tinha tomado, aqui vai: pedi demissão do emprego que tinha em outra cidade porque não aguentava mais passar horas e horas no trânsito, na estação de trem, no ônibus… eu sei que tem gente que passa por isso todos os dias, mas de alguma forma eu tinha sempre a impressão de estar jogando o meu tempo fora dentro de algum meio de transporte. Quinze dias depois de pedir demissão, recebi um telefonema de uma ex-colega de trabalho que soube que eu estava sem emprego e me chamou pra uma entrevista com o gerente regional de um banco. Apesar de já ter planejado ficar sem trabalhar alguns meses para decorar a casa e finalmente tirar a minha carteira de motorista aqui, a proposta foi tão boa, o pessoal tão legal, o emprego tão perto da nova casa, que eu aceitei. Assim, comecei a trabalhar no centro da cidade. Alguns meses depois engravidei, e aqui estou.

O trabalho é ótimo e estou no momento de licença-maternidade. Aqui na Alemanha, temos até 3 anos de licença maternidade, sendo que no primeiro ano vc recebe uma parte do seu salário (a média é calculada de acordo com o seu salário nos últimos 12 meses) e depois mais dois anos sem receber salário, mas o seu emprego fica garantido. Eu optei por passar um ano em casa, e em julho voltarei a trabalhar meio-expediente.

Eu estou planejando um série de posts para falar sobre a gravidez, parto, vida de mãe, corpo antes, durante e depois da gestação, e gostaria de saber a opinião de vcs sobre o assunto. Eu sei que muitas nem planejam ter filhos ainda… então os posts serão bem específicos para aquelas (ou aqueles) que estão passando por um momento parecido agora e querem saber como foi a minha experiência.

O que vcs preferem saber primeiro?

Aqui vai um oi da minha princesinha Sophie, com menos de um mês de vida:

535853_10201725711573323_2104881383_n

 

 

Não é a coisa mais linda do mundo???

 

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Decoração, Inspiração, Off Topic, Opiniões

Fugindo do comum: papéis de parede com foto

Olá meninas!

Como está o domingão no Brasil? Eu sei. Eu sei. Eu também queria me matar quando tinha que assistir Faustão e todas as besteiras que passam na TV no domingo quando morava no Brasil. Embora eu não tenha a possibilidade de assistir TV brasileira na Alemanha, a qualidade da programação da TV aberta aqui não é tão melhor que a do Brasil. Mesmo que bata uma preguiça na hora de empacotar as coisas para a mudança, o fato de só passar coisa chata na TV ajuda e muito na produtividade da pessoa que vos fala. É melhor trabalhar do que ver besteirol na TV.

Ainda bem que existe internet para nos salvar do trabalho e da chatice da TV. E nada como unir o útil ao agradável buscando inspiração para decorar o nosso novo ninho, né?

Quando ainda morava no Brasil, nos meus primeiros semestres de faculdade trabalhei no Call Center da TIM. Lá tínhamos um quarto para relaxar, o „Canto do Sossego“, acho que se chamava assim. Quando estávamos sob estresse por causa de algum cliente ou problema, tirávamos uma pausa e íamos para lá „desligar“ dos problemas. De vez em quando tinha até massagem! É… trabalhar na TIM era um luxo só! O quarto era pouco iluminado (ui!), tinha música ambiente para relaxar (ui!ui!) e numa das paredes tinha uma foto imeeeensa de uma praia, cobrindo a parede inteira. Eu lembro o quanto adorava ficar olhando para essa imagem gigante, quase me sentindo dentro da paisagem (não, eu não estava sob influência de drogas, nunca estive).

Daí, pensando nos papéis de parede que iremos escolher para decorar a casa, lembrei dessa parede na TIM. Fui no Google na hora procurar por lojas que vendem algo parecido aqui. E qual não foi a minha surpresa ao deparar com fotos lindas e dicas muito especiais de decoração!! Eu quero aplicar o papel de parede com foto em apenas uma parede do nosso quarto.

Preparados? Então vamos lá ver as belezuras que eu achei.

Eu tenho que usar um cliché para dizer isso, mas as possibilidade são realmente ilimitadas.

E vocês, o que acham? Brega ou Cool?

Por favor, se tiver alguém que já aplicou esse tipo de papel de parede, eu ficarei super agradecida se receber dicas!

Beijos quentes da Alemanha,

Nanda

Standard
Inspiração, Moda, Off Topic

Capa Vogue alemã de janeiro: um sopro de ar fresco no meu inverno

Eu sou assinante da Vogue „deustch“ e acabei de receber a minha revista em casa. Por isso vim mostrar para vocês bem rapidinho a capa maravilhosa de janeiro, que contraria todo o espírito de inverno que estamos vivendo agora. Os lenços coloridos são a aposta da estação, e eu mal posso esperar para usá-los!

Bafônico!

Muita seda, tecidos leves e estampas!

Ansiosa pela primavera!

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Off Topic

Cortei o cabelo!!! Veja como fiquei! + Dicas de produtos usados no salão

Gente como eu falei no post de ontem, eu fui ao cabeleireiro hoje!!!

°Felicidade!°

Maaaasss… eu não colori ou fiz mechas. Eu não queria, mas estou realmente tão encantada com esse movimento do cabelo da Penélope Cruz, que até não acho uma má idéia. O fato é que marquei novamente hora para a próxima semana… quem sabe no que vai dar? Em breve mais cenas do próximo capítulo! haha

Como eu estou tão animada com o corte, resolvi tirar umas fotos para mostrar a vocês… em posts anteriores, principalmente neste aqui, vocês podem ver que as minhas pontas estavam pedindo pelo amor que dessem um fim nelas.

E esse fim foi hoje. Como aqui já era noite quando eu cheguei em casa, só rolou mesmo as fotos com flash. Mas é aí que dá para notar o brilho e leveza que para a minha infelicidade nem sempre eu consigo reproduzir em casa. Vou dar logo uma dica: o meu querido Manuel passou um leave-in no meu cabelo da Revlon que é babado puro! O Equave verdinho. Olha ele aqui:

Gente, esse leave-in é muito bom! Parece que ele deixa o cabelo tão macio, que o cabelo vai „derreter“, sabe como é a sensação? Muito, muito, muito bom. O Manuel finalizou tudo com um Mousse da Paul Mitchell, o Sculping Foam:

Ele utilizou o mousse para fazer uma escova modeladora. O mousse não deixou o cabelo pesado ou duro. E também senti que incrementou um pouco o efeito macio e o brilho do cabelón.

O resultado? Está aqui com fotos toscas: hahaha

Por favor ignorem a propagando do Guitar Hero lá em cima! hahaha Captaram o brilho? Muito legal, né?

Pois é, eu defitivamente não estou para fotos hoje. Por favor foco só nos cabelos! hahahaha

Amanhã, meu aniversário, farei mais fotos para vocês, dessa vez à luz do dia, para mostrar o quanto ficoou legal… adorei, to me sentindo super renovada!

E o que vocês acham? Faço mechas ou não faço??

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Decoração, Inspiração, Off Topic

Reflexões e decoração do dia para bibliotecas

Bom dia meninas!

Os dias por aqui estão cada vez mais frios, e hoje tinha uma camada de névoa no bosque aqui do lado de casa. Lindo, mas nada encorajador quando a pessoa tem que sair de casa para trabalhar. O dia está tão melancólico… o ideal para mim seria estar agora debaixo do edredon de penas de ganso (pobres gansos, mas eu não consigo dormir com outro!) lendo um livro bom… hoje estou viciada em Nietzsche, aquele que era insatisfeito com tudo e com todos, e que ainda é uma caricatura perfeita do povo alemão, não pelas suas crenças ou idéias, mas pelo seu olhar crítico, afiado, insatisfeito.

É isso. Um alemão se acha sempre no direito de discorrer sobre o seu ponto de vista, não importa qual. Espere sempre de um alemão que ele seja sincero e direto (o que às vezes é bem incômodo). Nós brasileiros sempre falamos com cuidado o que nós pensamos, e nem sempre somos sinceros por uma boa causa: para não magoar alguém. E pontual. As pessoas insatisfeitas ou não-conformadas são a minha espécie predileta. Essa insatisfação traduz apenas a vontade de sempre fazer o melhor, de crescer e consequentemente evoluir, sabendo que o agir é que move tudo. De alguma forma estranha, aqui os termos: „Deus dará“, „é o destino“, „o que eu posso fazer?“ são conhecidamente usados por pessoas que empobreceram de espírito. No Brasil é meio que uma filosofia amplamente difundida… quem já não ouviu um „entregue nas mãos de Deus“? Aqui se sabe que „Deus ajuda quem cedo madruga“, como diria meu querido falecido Professor de Introdução ao Estudo do Direito, Armando da Costa (sim, eu sou formada em Direito pela UNICAP).

E foi assim que eles reconstruiram tudo depois da guerra. E é assim que eu vejo que mesmo sendo rico, o jovem alemão sai da casa dos seus pais para morar em uma república sem luxos em alguma cidade universitária para estudar. E paga os seus estudos sozinho (as universidades públicas são pagas aqui, geralmente se paga uma taxa de 600 euros por semestre), trabalhando como garçom, cozinheiro, auxiliar de alguma coisa, até conseguir um estágio ou algo melhor. As pessoas que são novas demais e que, não por mérito próprio, conseguem comprar uma Louis Vuitton (ou uma Hermès!!!) não são bem quistas ou admiradas (como ocorre no Brasil: ainda há uma admiração exagerada pelos nascidos em berço de ouro, e que apenas ostentam o dinheiro dos seus pais/família). Quer ser admirado na Alemanha? Então trabalhe duro.

Nesse sentido, fico feliz em saber que todos os dias conquisto algo. Não uma bolsa de grife, mas um pouco de reconhecimento, ou a certeza de que trabalho num terreno fértil que me dará muitos frutos no futuro.

Se tudo der certo, provavelmente mudaremos de apartamento logo logo. E quando falo em mudanças, os dois cômodos que povoam os meus sonhos são a cozinha e a biblioteca. A última nem tem um quarto só para si, mas eu estou buscando idéias para incorporá-la na sala de estar. E eu estou tão animada com essa biblioteca que desde sempre foi a promessa do meu marido: „te darei filhos e uma biblioteca“ disse ele ao me pedir em casamento em Paris. Agora eu só tenho uma estante que vai até o teto, branca e linda, mas abarrotada de livros. Aqui estão as inspirações para bibliotecas:

Bom, a primeira foto é o meu sonho! Talvez quando estiver velhinha consiga comprar uma casa ou apartamento grande o suficiente para fazer isso. Por enquanto é só um sonho.

A segunda foto é uma alternativa bem interessante… usar uma parede que é menor para fazer esse tipo de armário é perfeito! É uma forma inteligente de programar o uso do espaço (pequeno) que você tem em casa.

Essa aqui é a alternativa predileta do meu marido e mais condizente com o espaço que talvez teremos disponível. Amo as luminárias!

Que tal ter que escalar para pegar algum livro? Vamos lá, gente! Um pouco de emoção e aventura não faz mal para ninguém!

AI MEU DEUS DO CÉU. ME DÊ POR FAVOR MUITO AMOR, PAZ E DINHEIRO SUFICIENTE PARA COMPRAR OS MELHORES E MAIS PERFEITOS LIVROS DO MUNDO! E ME DÊ POR FAVOR UMA CASA ASSIM, PARA QUE EU FAÇA UMA BIBLIOTECA EXATAMENTE DESSE JEITO.

Muita gente deve está dizendo: QUE CAOS! Gente, essa biblioteca seria o meu mais absoluto sonho de consumo… só de imaginar quantos livros perfeitos estão aí dentro… só de imaginar a variedade… a paz de sentar nesse sofá (eu acho que eu mandaria instalar uma rede aí para deitar e ler!). Ai, ai, ai. Linda, linda, linda.

Amo o design dessa! Mas não tem livros o suficiente aí, hein?

Essa é muito prática e realizável. Também está na minha listinha de possíveis para esse ano.

Mais um caos… eu adoro esse caos!

Essa é mais organizadinha e deixou o ambiente tão afável. Mostrei ao meu marido e ele disse que a televisão no meio é inadmissível. Eu perguntei a ele o por quê, ele respondeu que jamais conseguiria sobreviver com uma tv pequena desse jeito. hahaha E disse mais: „oi? Onde é que eu vou colocar o meu PS3?“. Não, ele não tem 15 anos, e eu não sou pedófila. Ele tem 30 anos!!!

Meninas, vocês também são apaixonadas por livros? Como vocês organizam eles em casa?

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard
Aventuras, Off Topic

Senta que lá vem „estória“: Pagando mico na Alemanha, parte I

Descrição da foto:

É assim que vc fica quando tenta se enconder quando paga um mico: mais evidente ainda!

Oi meninas!

A „estória“ de hoje é um relato de como é importante não fazer traduções literais quando você está aprendendo a falar uma língua. Eu fui contar para um colega que pedi demissão e acabei dizendo para ele que eu acabei de ficar pelada na sala do chefe! lol

A gente é chic, mas paga mico!!!

Antes de me julgarem pelo mico, preciso dizer a vocês que eu sou a rainha do mico. Eu consigo me colocar em situações constragedoras com uma facilidade incrível. É quase como um talento. E a minha propensão a micos só aumenta quando estou com a minha melhor amiga Larissa do lado. Tristemente ela está no Recife, longe de mim, e a minha vida tem andado bem chata….

Bom, meu curso intensivo de alemão começou em setembro de 2010 e terminou em março de 2011. Em abril eu decidi arrumar um emprego qualquer para treinar o meu alemão e conseguir um pouco de experiência. Foi aí que eu consegui um trabalho numa grande distribuidora de medicamentos como suporte e serviço ao cliente em inglês e português.

Eu tive colegas de trabalhos de todas as nacionalidades possíveis. Gente muito legal, diferente, bem multicultural mesmo, coisa característica da Alemanha moderna. O ambiente de trabalho era bem legal e tudo, até que eu decidi que queria começar um outro projeto e o horário não batia com esse trabalho.

Fui, lindamente, à sala do meu chefe explicar que eu queria pedir demissão, que eu sentia muito, que gostava muito de trabalhar lá, mas que o outro projeto era, no momento, mais vantajoso para mim.

Assim que saí da sala, com uma sensação de liberdade maravilhosa, que só quem pode pedir demissão conhece, falei para um colega jornalista que já sabia que eu ia pedir demissão: „Ai Fred, acabei de ficar livre, acabei de sair da sala do chefe! Finalmente conseguirei colocar em prática o meu projeto!“ Isso em alemão. O problema é que a expressão „Libertei-me“ ou „fiquei livre“ – Ich habe mich frei gemacht- significa em alemão, literalmente, ficar pelada! Então o que Fred ouviu do que eu falei foi: „Ai Fred, acabei de ficar pelada, acabei de sair da sala do chefe! Finalmente conseguirei colocar em prática o meu projeto!“. Gente, Fred esbugalhou os olhos e me disse: „Fernanda, o que você fez? Você ficou pelada na sala do chefe???“. Aí eu: „Não! Eu acabei de pedir demissão!!“ Ele riu demais de mim, chamou outros colegas e disse: „Ei gente, Fernanda acabou de me dizer que ficou pelada na sala do chefe!“. Claro que eu tive que explicar tudo…  Tá, na época que eu morava no Recife eu não ficava corada de vergonha, mas agora que eu estou amarela, eu fico vermelha, roxa, azul quando passo vergonha. E ele me olhando como se eu fosse uma safada? lol

Depois o povo daqui diz que brasileiro é tudo safado, ninfomaníaco, sem pudor e vocês não entendem né? Acham que a culpa é toda das BBB’s, das sub-celebridades mostrando a bunda deformada por aí… mas não, eu posso dizer (sem orgulho) que contribuí para a nossa má fama! rsrsrs

Ai… hoje em dia eu penso 100000000 de vezes antes de falar alguma coisa.

Cuidado meninas!!!

Já passaram por uma situação muito muito muito constragedora? Contem-me! Se for uma situação top, eu publico aqui!

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Foto: http://www.nouveaubaltimore.com/leesblog

Standard
Aventuras, Off Topic

Em off: Câmera nova, posts novos, qualidade melhorada

Meninas lindas do meu Brasil (e de Portugal),

em off eu venho informar que, devido a um presente de aniversário adiantado, a qualidade das fotos do blog vão mudar significativamente. Eu ganhei do marido uma Canon EOS D450, que é uma câmera reflex semi-profissional. Estou aqui dando pulinhos de alegria e tentando aprender um pouco a usá-la. Todas as fotos anteriores foram feitas com uma câmera digital Sony H9XV que é maravilhosa, mas não faz os milagres que uma reflex faz. Felicidade nesse momento define e muito!

Brindemos então ao futuro e sucesso do blog! E claro, às minhas leitoras queridas, que possam tirar proveito da nova câmera.

Será que eu conseguirei fazer algum dia algo assim:

Foto: http://a.img-dpreview.com/ , Neil Snape

Beijos congelados da Alemanha,

Nanda

Standard